quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Os preços de um sonho

Heyohh!!

Depois de uma fase adaptação cá estou eu!

Quem já viu, de um tempo para cá mudei a bio do instagram, em outubro comecei o curso de Design de Moda em Lisboa, na Faculdade de Arquitetura. Estive em casa de uns amigos de família durante os primeiros meses, mas agora mudei-me para perto da faculdade, pois a viagem tornava-se cansativa, visto que ainda era um pouco longe.

Quero vos contar do que sinto mais falta desde que cá estou.

Muitas pessoas na minha idade anseiam sair de casa e ter a sua “própria” vida, mas nada é assim tão simples, tu que desejas tanto isso eu te pergunto: ‘Estás disposto/a a ganhar responsabilidade, a pensar duas vezes antes de fazer qualquer coisa?’ parece simples, no entanto não é.

Quando estamos em casa dos nossos pais, por assim dizer, nós temos praticamente tudo de mão beijada, não temos contas para pagar, não temos que comprar a nossa própria comida e quando se trata de cozinhar?! São muitas vezes as nossas mães que nos valem.

Para sair de casa precisamos de ter um objetivo bem traçado, organização e controlo naquilo em que se pode ou não gastar. Pois ninguém sai de casa com a vida “feita”.

Eu não estou aqui a dizer que já ganhei essa maturidade toda, nem por sombras. Quantas vezes chego a ‘casa’ depois de um dia de aulas e gostaria de ter aquele tempo, que eu em casa dizia para mim que era só para fazer a vontade, de ver as séries com a minha mãe ou ver MIB com o meu pai, que gostaria de me sentar no sofá a reclamar que o Brigadeiro (o meu cãozinho) não me deixa em paz nem por um segundo e das brigas com a minha irmã.
Sem esquecer dos meus avós que sempre fizeram tudo por nós, apesar de agora estarem lá para o norte do país, têm dado o seu apoio.

O conforto da nossa casa, da nossa família, é algo indescritível.

E mãe hoje eu sei, mesmo indo alguns fins de semana e férias, hoje eu dou valor ao esforço e sacrifício que fizeste quando há dez anos deixaste o teu país, os teus amigos e a tua família por nós. 

Não seria quem sou hoje se não fossem todos vocês.

No entanto eu tenho um sonho, tenho um objetivo e é por ele que estou a lutar, por algo que amo e é isso que me dá força para estar aqui e ainda não ter voltado para o meu “habitat natural”.

Por isso eu vos digo, não desvalorizem a vossa família em nada, por nada sequer, porque são eles que estarão sempre lá para ti.

Mas também não deixem de seguir os vossos sonhos por medo de arriscar, eu tive medo de muita coisa durante muito tempo, eu sempre disse que era isto que eu queria, no entanto não me conseguia imaginar aqui e aqui estou, com toda a força e apoio que a minha família me dá, pois sem o apoio deles nada disto seria possível.


Instagram: @byjessicabatista

Sem comentários:

Enviar um comentário